Sistema do Enem teve dois ataques de hackers em edição com recorde de inscritos

Segundo o MEC, os ataques, um médio e outro pequeno, têm ligação com lentidão registrada ontem no site; Exame registrou 7.834.024 de inscrições

Estadão.edu e Agência Brasil,

28 Maio 2013 | 13h01

O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, informou nesta terça-feira, dia 28, que o sistema de inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 sofreu dois ataques de hackers – um pequeno e um médio. Na avaliação do ministro, os ataques não chegaram a provocar prejuízo ao processo. Neste ano, o Enem registrou recorde de procura, com 7.834.024 de inscrições.

Segundo informações do MEC, os ataques tiveram ligação com a lentidão apresentada pelo sistema ontem, mas não com a falha ocorrida na madrugada entre domingo e segunda. O site do exame informou o encerramento das inscrições antes do prazo previsto.

Ao apresentar o número recorde de inscrições no exame, Mercadante disse que há “um tsunami por mais educação ” no país. O ministro lembrou que nem todos os inscritos efetuaram o pagamento da taxa de inscrição, processo que confirma a participação do candidato no exame e mostra o número de exato de quantos farão a prova. O prazo para o pagamento vai até amanhã (29). O número de inscritos neste exame supera o de candidatos inscritos na edição do ano passado (6,495 milhões) e também o de confirmados em 2012 (que pagaram a taxa de inscrição ou isentos), um total de 5.971.290. Segundo Mercadante, ontem, o site do Enem chegou a registrar 3 mil inscrições por minuto e 120 mil por hora.

O Exame será aplicado nos dias 26 e 27 de outubro em todos os estados e no Distrito Federal. A nota do Enem pode ser usada para classificação no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) que oferece vagas em instituições públicas de educação superior e também para concorrer a vagas em instituições privadas de ensino, por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni). Uma boa avaliação no Enem é também requisito para obter bolsa no Programa Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Os estudantes maiores de 18 anos que ainda não obtiveram a certificação do ensino médio podem fazê-lo por meio do Enem. Eles devem pedir, no ato da inscrição, que o resultado do exame seja usado para a certificação.

O número supera o de candidatos inscritos no ano passado que foi de 6,495 milhões, e também o de confirmados em 2012 (que pagaram a taxa de inscrição ou isentos), um total de 5.971.290.

Atualizado às 13h24

Mais conteúdo sobre:
Educação,

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.