Sindicato denuncia desvio de recursos do Fundef em Sergipe

Em 20 dias, o Tribunal de Contas do Estado de Sergipe (TCE) deverá ter um parecer sobre denúncias feitas, esta semana, pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica da Rede Oficial de Sergipe (Sintese), de uso irregular dos recursos do Fundef e mau funcionamento dos conselhos municipais em 53 dos 75 municípios do Estado.O Sintese fez as denúncias após promover o Encontro Estadual de Conselheiros Municipais do Fundef, no início do mês. O presidente do Sintese, Iran Barbosa, garantiu ter provas de desvio de recursos do fundo para pagamento de professores aposentados, o que é proibido.Depoimentos dos conselheiros indicam problemas em diversas cidades, o mais grave em Canindé do São Francisco, a 208 quilômetros de Aracaju, onde os recursos são utilizados sob a justificativa de que as escolas não têm eletricidade e os professores dão aulas com lampiões de gás. Canindém, diz Barbosa, é um dos municípios mais ricos do Estado.A coordenadora do Fundef em Sergipe, Márcia Valéria Lira Santana, achou louvável a iniciativa do Sintese, mas prefere aguardar o parecer do TCE. Se as denúncias forem comprovadas, os prefeitos ou responsáveis poderão responder por improbidade administrativa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.