Siga o roteiro para a África do Sul

Além dos cursos intensivos de inglês, as principais atrações da África do Sul fogem dos roteiros normais de turismo ou intercâmbio. Museus e praias exóticas são apenas um aperitivo.Na terra de Nelson Mandella, o urbano se mistura com o selvagem e é quase impossível não passear pelos vinhedos ou mergulhar com tubarões. Roberta Praça, de 22 anos, é formada em turismo e esteve no país em janeiro de 2005. Para quem está de malas prontas ou morrendo de curiosidade para conhecer, a melhor opção é montar o programa e seguir as dicas dela.No verão em Cape Town é obrigatório conhecer as praias paradisíacas de Clifton e Camps Bay. A temperatura fria da água não é muito convidativa para um mergulho qualquer, mas a presença dos tubarões muda completamente a proposta e o convite vira quase uma intimação.No complexo portuário Victoria & Alfred Waterfront, funciona o Two Oceans Aquarium, o maior aquário do país. São mais de 3 mil animais, sendo que tubarões predadores e arraias são os destaques em exibição. Lojas, restaurantes, cinema e teatro completam o local. O barco que vai até a Robben Island, antiga prisão onde Nelson Mandela ficou 17 anos preso, sai do mesmo porto.Nos mercados livres da Cidade do Cabo estão as opções de compras mais em conta. O Greenmarket é montado todos os dias no centro da cidade e outro aos domingos, na avenida do estádio local. Segundo Roberta, nessas feiras estão os artigos típicos africanos e a regra é pechinchar. "Paga menos quem tiver mais lábia", garante.Pé na estradaAgora, para quem está estudando no país e tem apenas os finais de semana e feriados para viajar, a melhor opção é alugar um carro. De acordo com Renata, as estradas são ótimas e bem sinalizadas.Em Cederberg, as fazendas de criação de avestruz (carne muito comercializada em todo o país), como a Stadsaal Caves e Cango Caves, são recomendadas. No West Coast National Park, há uma lagoa paradisíaca de água transparente.A região dos vinhos inclui cidades como Paarl, Franschhoek e Stellenbosch, onde há degustação em vários vinhedos e ainda é permitido conhecer o processo de fabricação da bebida. Animais selvagensO Good Hope Nature Reserve também é um atrativo à parte. É lá que está localizado o Cabo da Boa Esperança e o Cape Point (ponto mais ao sul do continente africano).Toda a estrada beira a costa da Cidade do Cabo, passando por inúmeras praias. Dentre elas a Simons Town, cheia de pingüins que podem ser vistos bem de perto. Babuínos também andam soltos no meio dos turistas e avisos para não importunar os animais estão em toda parte.A maior atração da África do Sul, segundo Roberta, é o Garden Rout, começando na Cidade do Cabo e indo até Port Elizabeth. O caminho passa por Cape Agulhas (encontro dos oceanos Índico e Atlântico), Buffalo Bay, Mossel Bay e Knysna Elephant Park (onde você pode até tocar nos elefantes). Segue pelo Wilderness National Park, Jeffrey´s Bay (destino de surfistas do mundo inteiro), Tsitsikamma Park (considerado o jardim da Garden Rout). Esportes radicais, como rafting, canoagem, arvorismo, boia cross e bungee jump garantem a diversão. E é claro. Quem vai à África do Sul não pode deixar de visitar um safári para chegar perto dos animais selvagens. As áreas de camping oferecem total infra-estrutura e são cercadas. "Depois das 18h, não é permitida a entrada ou saída, porque o parque fica mais perigoso à noite, quando os animais costumam se movimentar mais", conta Roberta. As barracas são fornecidas pela própria empresa de turismo local, que se responsabiliza também em preparar as refeições."Nunca poderia imaginar que acabaria acampando em plena África, cercada de animais ferozes. Não há perigo se você obedecer às regras e a experiência é incrível". Os pacotes com curso de inglês, acomodação e passagens aéreas podem ser feitos nas agências de intercâmbio do Brasil. Mas os passeios extras são organizados na África do Sul, dependendo do interesse do estudante.

Agencia Estado,

30 de abril de 2006 | 11h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.