'Show de física' atrai jovens

Grupo une ciência e espetáculo e brilha até na TV

Fábio Mazzitelli, O Estado de S.Paulo

06 Agosto 2010 | 12h16

A rotina de descomplicar o ensino de ciências com shows pirotécnicos levou três egressos do curso de Física da Universidade de São Paulo ao sucesso, despertou o interesse pedagógico de escolas e os levou à TV.

Criadores do Ciências em Show, nome da empresa fundada por eles e de quadro fixo no programa dominical da apresentadora Eliana, no SBT, os físicos Gerson Julião, de 28 anos, Daniel dos Santos, de 31, e Wilson Pereira Júnior, de 29, levam ao público conceitos de física por meio de demonstrações de fácil entendimento. “Nosso trabalho não tem como objetivo substituir a aula, mas motivar os alunos e despertar o interesse deles para a ciência”, afirma Julião.

 

A inspiração surgiu de projeto criado em 1994 no Instituto de Física da USP, chamado “Show de Física”. As apresentações que ocorrem diariamente na Cidade Universitária aumentaram em proporção semelhante ao do sucesso do grupo que aparece no SBT. “Nos últimos anos está ocorrendo um efeito multiplicador e temos mais outros dois grupos que estão começando a se organizar para fazer shows fora da USP”, afirma Fuad Daher Saad, professor do instituto.

“A física está na geladeira, no micro-ondas. Não é só fórmula, mas também o fenômeno que está ocorrendo”, diz Julião. “A gente não quer ensinar física, mas mostrar conceitos. É uma oportunidade de ter uma aula prática que não tem na escola.”

Segundo os físicos, o sucesso do trabalho tem gerado procura de escolas públicas e particulares interessadas em consultorias, além de pedidos de apresentações. “Os colégios querem saber qual é a melhor forma de levar isso para a sala de aula.”

 

O grupo não revela o faturamento, mas cobra de R$ 3 a R$ 5 por aluno e já se apresentou para 7 mil pessoas numa feira de ciências de Cuiabá (MT).

Mais conteúdo sobre:
física, show

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.