Senado desiste de proibir meia-entrada no fim de semana

No lugar da proibição, projeto propõe que venda dos ingressos com desconto fiquem limitadas a 30% do total

da Redação,

12 de novembro de 2008 | 15h28

A senadora Marisa Serrano (PSDB), relatora do projeto que propõe diversas mudanças na regulamentação da meia-entrada em espetáculos para portadores de carteirinha de estudante, desistiu de incluir na proposta a proibição do uso das carteiras nos fins de semana. O projeto voltou ao texto original, que estabelece uma cota de 30% na venda de ingressos com o benefício. A União Nacional dos Estudantes (UNE) se opôs ao projeto.  A senadora enviará o texto final - que prevê também a criação de um órgão de fiscalização de emissão da credencial estudantil - para a Comissão de Educação do Senado na terça-feira, 18, para votação. Se aprovada, a proposta será encaminhada para a Câmara dos Deputados.  O projeto é de autoria dos senadores Eduardo Azeredo (PSDB) e Flávio Arns (PT) e estabelecia, originalmente, a limitação na confecção das carteiras de estudante e o estabelecimento de uma cota de 30% dos ingressos vendidos pela metade do preço. O objetivo seria limitar as falsificações que estariam provocando um aumento do preço regular das entradas de espetáculos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.