Senac SP junta seus cursos em campus ecológico

O Senac São Paulo inaugura na segunda-feira, em Santo Amaro, um novo campus para receber seus dez cursos de graduação. O Campus Senac é o primeiro espaço universitário ecoeficiente, conceito que designa ambientes que oferecem pouco impacto ambiental, economizando os recursos naturais e tratando adequadamente os resíduos sólidos.Desde o dia 1º, os 1.300 alunos dos cursos de Gestão Ambiental, Moda, Turismo e Hotelaria estão tendo aulas nas salas do novo campus, que fica na Avenida Engenheiro Euzébio Stevaux, junto ao SP Golf Club. ?Até o fim do ano, todos os cursos de graduação do Senac, com exceção de Fotografia, estarão reunidos no novo espaço?, diz Eduardo Ehlers, diretor de extensão do Campus Senac.As salas de aula das cinco antigas unidades espalhadas na cidade serão utilizadas para cursos de pós-graduação e de extensão. ?A procura pelos cursos superiores cresceu muito no final da década de 90 e achamos que esse era o momento oportuno para a ampliação de nossos espaços?, diz Ehlers. Os alunos foram avisados da mudança na matrícula dos últimos anos.Livros em brailleNo novo campus está instalada a segunda maior biblioteca do Estado de São Paulo, com 6.000 m² e um considerável acervo de títulos em braille. Também já está em funcionamento o primeiro prédio acadêmico - com 55 salas e 46 laboratórios -, o edifício de gastronomia - que tem 16 ambientes para o curso que deverá ser inaugurado na metade do ano -, uma praça de alimentação e a reitoria.Em agosto, quando o mestrado e os cursos de Comunicação e Arte, Ciências Exatas e Tecnologia passarem a funcionar no local, também será inaugurado um Centro de Eventos e as piscinas do Centro Esportivo.?Sentimos a necessidade de criar um ambiente acadêmico para favorecer o intercâmbio de conhecimentos entre os alunos dos diferentes cursos?, afirma Ehlers. ?O Senac também está pleiteando junto ao Ministério da Educação o status de Centro Universitário para o novo espaço.?Gestão ambientalTodos prédios do campus têm pontos de iluminação solar e as torneiras são automáticas, para economizar água. Foram previstas no projeto estruturas que seguem condutas ecologicamente responsáveis, como a reciclagem de resíduos sólidos e de água. ?Até o fim do ano começará a construção de uma estação de tratamento para o reuso da água?, diz Ehlers.Um grupo de gestão ambiental formado por profissionais do Senac e alunos do curso de graduação está sendo formado para disseminar a cultura ambiental entre os alunos. ?Nossa idéia é gerar o mínimo possível de impacto ambiental e contribuir para a conduta ecologicamente responsável de nossos alunos?, diz o diretor.

Agencia Estado,

19 de março de 2004 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.