Sem acordo com reitores, grevistas marcam assembléias

Sem acordo com os reitores na reunião de sexta-feira em Campinas (SP), professores e funcionários das três universidades estaduais paulistas continuam em greve. Nesta segunda-feira, funcionários deverão fazer uma assembléia e, na terça, o sindicato dos professores da USP deve se reunir. Nesta última, também alunos estão em greve.Na Faculdade de Tecnologia (Fatec) São Paulo, onde após a greve dos professores parte dos alunos se recusou a retornar às aulas, a situação pode se normalizar nesta segunda-feira. A faculdade espera que, com a prorrogação do calendário escolar, cerca de 2 mil alunos encerrem a greve iniciada há cerca de um mês.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.