Epitacio Pessoa/AE
Epitacio Pessoa/AE

Segunda etapa do Enem tem redação e 90 questões de linguagens e matemática

Para professores, as perguntas de matemática costumam ser as mais exigentes do exame

Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2011 | 01h02

Às 13 horas (horário de Brasília) deste domingo, deve começar para os cerca de 5,3 milhões de candidatos a segunda etapa da maratona do Enem. Hoje os estudantes têm de estar preparados para a prova mais longa do exame, que serve de vestibular para dezenas de instituições federais de ensino.

Serão 90 questões de linguagens (português e língua estrangeira) e matemática, além da redação. O candidato tem cinco horas e meia para finalizar a prova - uma hora a mais do tempo de ontem, primeiro dia do exame. A dica geral para superar com tranquilidade a bateria de exercícios e o texto é que os inscritos levem água e alguma coisa para comer, como barras de cereal.

Os candidatos só podem sair dos locais de exame após duas horas e meia de duração da prova. Apenas quem sair na última meia hora do exame poderá sair com os cadernos de questões.

Segundo professores consultados pelo Estado, as questões de matemática costumam ser as mais exigentes do Enem - por possuir uma abrangência de temas. A prova de linguagens costuma exigir mais interpretação de texto do que conteúdos específicos. Uma leitura atenta das questões e dos textos de apoio ou imagens pode fazer a diferença na hora das respostas.

No caso de língua estrangeira, que integra o bloco de linguagens, serão cinco questões do idioma selecionado na inscrição - inglês ou espanhol. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pelo Enem, informou que não é possível trocar de opção no momento da prova.

Quando o Enem estreou a prova de língua estrangeira, no ano passado, as perguntas eram em inglês, com alternativas em português - modelo que deve se manter este ano.

Texto

Fórmulas e decorebas não vão adiantar na redação, a maior novidade deste dia de prova. O candidato terá de escrever um texto dissertativo argumentativo, com o mínimo de oito linhas. O Enem exige que o candidato apresenta uma proposta de intervenção à problemática proposta no tema da redação.

Segundo a professora do laboratório de redação do Objetivo Maria Aparecida Custódio, o ideal é que se escreva um texto direto. “Quanto mais objetivo, mais chance tem de se sair bem. O aluno tem de mostrar competência de texto, coesão, e não esquecer de apresentar a proposta de intervenção ao tema.”

É exatamente o tema da redação que assusta a vestibulanda Michelle Rabello, de 23 anos, aluna do cursinho Etapa. “Ir bem na prova vai depender do tema, porque em algumas propostas precisa quebrar a cabeça.” Michelle quer Medicina e vai para a quarta tentativa nos vestibulares - muitas vezes, não foi aprovada por causa de um fraco desempenho na redação.

INFORME-SE

Domingo (23/10), às 13h

Prova Linguagens, redação e matemática

Tempo para a prova. 5h30

Horário. Os inscritos devem chegar às 12 horas no local de prova. Às 13 horas, os portões serão fechados. Atrasos não são tolerados. Fique atento ao horário de verão.

Atenção. Confira dados pessoais da prova e o caderno de questões. A opção marcada no cartão de respostas deve corresponder à cor da capa do caderno de questões.

O que levar. Candidato só pode usar caneta transparente e de tinta preta nas provas. Não é permitido lápis. Levar documento original.

Mais conteúdo sobre:
EnemEnem 2011

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.