Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Secretário municipal de Educação pede exoneração a Haddad

Segundo comunicado, Callegari tomou a decisão para deixar prefeito 'à vontade para promover as mudanças político-administrativas'

Ana Fernandes, O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2015 | 16h54

SÃO PAULO - O secretário municipal de Educação de São Paulo, Cesar Callegari, apresentou, nesta segunda-feira, seu pedido de exoneração ao prefeito Fernando Haddad (PT). Segundo comunicado enviado na tarde desta segunda-feira, 12, pela Prefeitura, o secretário tomou a "decisão para deixar o Prefeito inteiramente à vontade para promover as mudanças político-administrativas que sejam necessárias para a segunda e decisiva etapa de sua gestão".

Conforme o Estado revelou, na última quinta-feira, 8, Haddad convidou o deputado federal Gabriel Chalita (PMDB) para assumir a pasta. O acordo, costurado pelo ex-presidente Lula, prevê uma parceria para 2016 com Chalita, em que o peemedebista poderá ser o vice de Haddad, que deve tentar a reeleição. Em 2012, Chalita disputou as eleições municipais, mas apoiou o petista no segundo turno contra José Serra (PSDB).


A nota da Prefeitura não cita o nome de Chalita. Diz apenas que, na mensagem de "agradecimento", Callegari fez um balanço dos dois anos em que esteve à frente da Secretaria de Educação e informou que ele pretende se dedicar "mais intensamente" às atividades como membro do Conselho Nacional de Educação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.