Nilton Fukuda/Estadão
Nilton Fukuda/Estadão

Secretário municipal de Educação pede exoneração a Haddad

Segundo comunicado, Callegari tomou a decisão para deixar prefeito 'à vontade para promover as mudanças político-administrativas'

Ana Fernandes, O Estado de S. Paulo

12 Janeiro 2015 | 16h54

SÃO PAULO - O secretário municipal de Educação de São Paulo, Cesar Callegari, apresentou, nesta segunda-feira, seu pedido de exoneração ao prefeito Fernando Haddad (PT). Segundo comunicado enviado na tarde desta segunda-feira, 12, pela Prefeitura, o secretário tomou a "decisão para deixar o Prefeito inteiramente à vontade para promover as mudanças político-administrativas que sejam necessárias para a segunda e decisiva etapa de sua gestão".

Conforme o Estado revelou, na última quinta-feira, 8, Haddad convidou o deputado federal Gabriel Chalita (PMDB) para assumir a pasta. O acordo, costurado pelo ex-presidente Lula, prevê uma parceria para 2016 com Chalita, em que o peemedebista poderá ser o vice de Haddad, que deve tentar a reeleição. Em 2012, Chalita disputou as eleições municipais, mas apoiou o petista no segundo turno contra José Serra (PSDB).

A nota da Prefeitura não cita o nome de Chalita. Diz apenas que, na mensagem de "agradecimento", Callegari fez um balanço dos dois anos em que esteve à frente da Secretaria de Educação e informou que ele pretende se dedicar "mais intensamente" às atividades como membro do Conselho Nacional de Educação. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.