São Paulo melhora no ensino fundamental e fica em 3º lugar

Nota da rede estadual é melhor nas séries iniciais do ciclo; dados completos serão divulgados na tarde desta sexta-feira

O Estado de S. Paulo

05 Setembro 2014 | 14h38

SÃO PAULO - O resultado do Ensino Fundamental apresentou melhora em São Paulo, principalmente nas séries iniciais, segundo dados do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) obtidos pelo Estado. Nos anos iniciais, o Estado alcançou uma nota de 5,8 em 2013, em comparação aos 5,4 de 2011, ficando na terceira colocação no ranking geral. Nos anos finais, a nota foi de 4,4, estável em relação ao último IDEB. Os dados completos, divulgados na tarde desta sexta-feira, 5 pelo Ministério da Educação, mostram que no País houve avanço no ensino fundamental, do 1º ao 5º ano, mas estagnação no ensino médio

O Estado de Minas Gerais ficou com o melhor resultado do País: 5,9 nas séries iniciais e 4,6 nas finais, ante 5,8 e 4,6, respectivamente, em 2011. Santa Catarina aparece em segundo lugar nos anos iniciais, também com 5,9. Nas séries finais, Goiás assumiu o segundo posto, com nota de 4,5.

Nos primeiros anos do Ensino Fundamental, 21 Estados melhoraram suas notas: Minas Gerais; Santa Catarina; São Paulo; Paraná; Distrito Federal ; Goiás; Rio Grande do Sul; Espírito Santo; Mato Grosso; Rondônia; Acre; Tocantins; Ceará; Rio de Janeiro; Roraima, Amazonas, Paraíba, Rio Grande do Norte; Sergipe e Alagoas. Entre os que pioraram estão Maranhão, Pará. Mato Grosso do Sul, Piauí e Bahia se mantiveram estáveis.

Já nas séries finais, um total de 14 Estados apresentaram resultados melhores: Minas Gerais; Goiás; Acre; Ceará; Rio Grande do Sul; Rio de Janeiro; Mato Grosso do Sul; Rondônia; Amazonas; Pernambuco; Rio Grande do Norte; Paraíba; Bahia; Alagoas. São Paulo, Paraná, Espírito Santo, Distrito Federal, Piauí e Maranhão tiveram estabilidade nos resultados. Houve queda em Santa Catarina, Mato Grosso, Tocantins, Roraima, Pará, Amapá e Sergipe.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Ideb

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.