Sancionada lei que obriga escolas públicas e privadas a terem biblioteca

Escolas terão que disponibilizar no acervo pelo menos um livro para cada aluno matriculado

estadão.com.br

25 de maio de 2010 | 08h34

SÃO PAULO - Entrou em vigência nesta terça-feira, 25, uma lei que determina que as instituições educacionais públicas e privadas de todos os sistemas de ensino do Brasil deverão ter bibliotecas. As escolas terão um prazo máximo de 10 anos para instalarem os acervos de livros, documentos e materiais videográficos.

 

Veja também:

linkProjeto 'liberta' 5 mil livros nas ruas em 2 anos

link70% escolas rurais não têm biblioteca e metade não tem diretor, diz pesquisa

linkSó 29% das bibliotecas públicas têm internet

 

Publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial, a lei determina a obrigatoriedade de "um acervo de livros na biblioteca de, no mínimo, um título para cada aluno matriculado, cabendo ao respectivo sistema de ensino determinar a ampliação deste acervo conforme sua realidade, bem como divulgar orientações de guarda, preservação, organização e funcionamento das bibliotecas escolares."

 

Sancionada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a lei de número 12.244 visa a "universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País", como descrita em seu texto de publicação.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.