Rotina de vestibulando não precisa ser massacrante

Acordar, tomar café da manhã, ir para a escola, almoçar, ir para o cursinho, jantar, estudar, dormir. No dia seguinte, tudo igual. Agenda de vestibulando é assim mesmo, completamente sem graça. A rotina só é quebrada pelas provas em si. Mas será que precisa ser assim??O dia-a-dia do vestibulando pode ser tão rico quanto antes da temporada de provas?, afirma o coordenador do curso Anglo, Jonas Duró Leitão, de 52 anos. ?Basta saber priorizar as atividades e planejar bem dias e horários.?Mesmo para os mais experientes em vestibulares, porém, isso é tarefa difícil. Rita Carolina Endruchak (foto), de 32 anos, por exemplo, é formada em Enfermagem pela Ulbra e tenta uma vaga no curso de Direito do Largo São Francisco ou no Mackenzie. Com sua experiência, consegue manter as atividades de lazer no cotidiano. ?Continuo frenqüentando a academia e saindo com os amigos?, afirma. Mas isso tem exigido sacrifícios grandes demais. ?Tenho dormido e me alimentado muito mal.?Se a agenda de Rita fosse uma pergunta do vestibular, ela já teria uma resposta errada. ?Dormir bem e manter a alimentação balanceada são as bases para uma boa aprendizagem?, ensina Leitão. ?Sem elas, é provável que os esforços para estudar sejam em vão.?Fazer as contasPara o professor, para manter o bom rendimento nos estudos sem prejudicar o lazer é preciso fazer contas. ?É necessário dormir no mínimo oito horas e estudar em casa outras quatro. Se deixarmos mais cinco para a escola e três para as refeições, ainda sobram quatro horas para atividades de lazer e descanso todo dia?, explica. ?Mas caso o estudante tenha aulas na escola pela manhã e no cursinho à tarde, convém que ele sacrifique dois dias de estudos em casa, ou reduza o tempo, para ter algum lazer.?Uma coisa, porém, é certa: não é hora de baladas pela madrugada. ?Festas muito longas comprometem a capacidade de raciocínio dos estudantes nos dias seguintes?, afirma a coordenadora-geral do curso e colégio Objetivo, Vera Lúcia da Costa Antunes, de 55 anos. ?Em plena época de vestibular, pode-se relaxar na academia, no cinema, no teatro, em qualquer lugar que deixe os vestibulandos à vontade.?A professora ainda lembra que uma boa fonte de distração, que ainda pode render bons frutos nas provas, é a leitura dos livros obrigatórios dos exames. ?Quando se tira deles o peso da prova, são um ótimo passatempo?, diz. ?Além de descansar, promovem o aumento de vocabulário e de conhecimento geral dos vestibulandos.?Agenda inteligenteSegundo os professores, o principal entrave dos estudantes na hora de elaborar uma agenda inteligente é organizar os estudos. ?Quando os assuntos da escola começam a ser diferentes dos do cursinho, é comum que haja problemas para organizar os estudos?, afirma a professora Vera Lúcia. Uma dica dela para não se atrapalhar é estudar em casa o que foi visto durante as aulas do dia.?Assim, o vestibulando aproveitará melhor o tempo?, ensina Vera Lúcia. ?Organizar o tempo é sinônimo de sucesso. O aluno descansado terá condições de fazer uma boa prova.?Para o professor Leitão, a participação da família também é fundamental durante as provas. ?Os familiares devem ajudar no planejamento do dia do estudante, dando sugestões e transmitindo sua experiência?, ressalta. ?Mas sem cobranças.?

Agencia Estado,

09 de dezembro de 2003 | 17h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.