Rodas alega compromisso e falta a audiência do DCE-USP

DCE reclama da falta de abertura para o diálogo na USP

Paulo Saldaña, Especial para o Estadão.edu

29 Abril 2010 | 18h33

O reitor da USP, João Grandino Rodas, não irá à reunião marcada para esta noite pelo Diretório Central dos Estudantes da universidade. No debate, serão discutidos dois assuntos polêmicos: moradia estudantil e ensino a distância. Segundo a assessoria da instituição, Rodas não pode comparecer pois está em evento fora da Cidade Universitária.

 

Por três vezes, os membros do DCE tentaram convidar o reitor para participar do debate, que seria o primeiro encontro entre Rodas e os estudantes. Segundo o DCE, a reitoria teria prometido um retorno telefônico, o que não aconteceu.

 

"É curioso que o reitor que se propôs a abrir um diálogo se ausente numa primeira oportunidade de debate público", afirmou o aluno do  4º ano de Ciências Sociais Thiago Trindade de Aguiar, de 21 anos. 

 

A reunião, marcada para as 18h, acontece em um prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Cerca de 80 alunos estão na sala. Com a ausência do reitor, os alunos convidaram o professor do Instituto de Física Otaviano Helene para participar do debate. 

 

"Cursos a distância são uma ilusão. Eles surgem com o caráter de substituir as aulas presenciais, por conta da impossibilidade de ampliar as vagas presenciais", afirmou Helene.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.