Relatório pedirá 28 mil novos docentes para federais

O ministro da Educação, Cristovam Buarque, adiantou que o relatório sobre as universidades federais a ser entregue na segunda-feira à Casa Civil contém uma proposta de contratação de 28 mil novos docentes. Segundo Cristovam, o número leva em conta não apenas a substituição de professores aposentados e desligados das instituições, mas também a ampliação de postos.Cristovam voltou a lamentar, em evento realizado em São Paulo na noite de quarta-feira, que as universidades federais tenham de destinar R$ 2,8 bilhões de seu orçamento ao pagamento de aposentadorias e pensões, segundo as previsões do ministério para este ano. ?Se a gente tivesse R$ 2,8 bilhões para investir em prédios, custeio e salários, estava resolvido o problema das universidades?, disse ele. Os inativos já representam 34,8% da folha de pagamento das federais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.