Reino Unido estatiza escolas privadas afetadas pela crise

Elas devem abandonar as provas de acesso e as taxas de matrícula; cinco escolas já aderiram

Efe,

31 de janeiro de 2009 | 11h08

O Governo do Reino Unido vai nacionalizar escolas particulares atingidas pela recessão econômica, segundo confirmou o secretário de Estado de Escolas, Jim Knight, ao jornal The Guardian. Cinco escolas privadas já aderiram ao plano de nacionalização devido à escassez de fundos provocada pela decisão de muitos pais -com menos poder aquisitivo pela crise - de retirar seus filhos. Para serem nacionalizadas, elas devem abandonar as provas de acesso e as taxas de matrícula, entre outras condições. O secretário-geral da Associação de Diretores de Escolas e Colégios, John Dundorf, admitiu que os centros educacionais com problemas financeiros abraçaram a ideia do Governo. "Em uma recessão, a quantidade de solicitações (de matrícula) nas escolas privadas cai de forma inevitável. Algumas escolas independentes escolherão o status de academia (pública) antes que fechem", assinalou Dundorf. Em Londres, as autoridades municipais já advertiram para um grande fluxo nas escolas públicas de alunos que normalmente optam por colégios particulares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.