Amanda Perobelli/Estadão
Amanda Perobelli/Estadão

Regras do Enem 2019: como se planejar e o que levar no dia da prova

Para dar mais segurança aos mais de 5 milhões de inscritos no Enem deste ano, o ‘Estado’ elaborou um guia com as principais regras do maior exame do país

Ítalo Lo Re, especial para O Estado

29 de outubro de 2019 | 15h26

SÃO PAULO - Com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) cada vez mais próximo, aumenta não só a ansiedade por parte dos estudantes inscritos, como também a necessidade de revisar as principais regras e informações antes das datas da prova. Com a edição deste ano agendada para os dias 3 e 10 de novembro, dois domingos consecutivos, o exame movimenta alunos de todo o país e abre novas possibilidades de futuro. Em meio a isso, para dar mais segurança aos mais de 5 milhões de inscritos, o Estado elaborou um guia com as principais regras do Enem 2019.

Criado pelo Ministério da Educação e Cultura (MEC) em 1998, o Enem é hoje uma prova utilizada para avaliar o conhecimento dos estudantes e possibilitar o ingresso no ensino superior - seja via Sisu, ProUni, Fies ou entrada direta na faculdade. Além disso, o resultado da prova também pode ser utilizado para dar acesso a universidades portuguesas conveniadas ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) ou a faculdades brasileiras privadas.

Leia atentamente o cartão de confirmação do Enem

Antes mesmo dos dias da prova, um importante passo é conferir atentamente as informações prévias divulgadas ​pelo Inep, - principalmente as que constam no cartão de confirmação do Enem. Disponibilizado​ na página do participante, ele é o principal guia para nortear o estudante até o dia da avaliação. Por meio do cartão, os participantes podem confirmar a escola e o número da sala onde farão o exame, a opção de língua estrangeira feita durante a inscrição e, caso tenha sido solicitado, o tipo de atendimento específico com recursos de acessibilidade. Com essas informações em vista, uma dica é calcular o tempo de trajeto até o local de prova e planejar detalhadamente a logística para evitar imprevistos.

Veja o que é necessário levar no dia do exame

Depois de planejar o deslocamento, é hora de ficar atento ao que portar nos dias de prova. Assim como nas edições anteriores, para o Enem 2019 é obrigatório ter em mãos apenas os dois seguintes itens:

  • Documento oficial de identificação com foto, como RG, passaporte, carteira de trabalho, CNH, certificado de reservista ou outros documentos que constam no edital do Enem - não é permitido apresentar versão eletrônica ou cópia autenticada do documento de identificação;
  • Caneta esferográfica de corpo transparente e tinta preta.

Além deles, por mais que não sejam exigências, é aconselhável levar:

  • Cartão de confirmação de inscrição, para localizar facilmente o local e a sala de prova;
  • Declaração de comparecimento, para casos em que seja necessário comprovar presença a terceiros nos dias de prova.

Verifique o que é proibido levar à sala de prova

Se por um lado há o que é fundamental levar para o dia do exame, por outro, o Inep também divulga alguns itens que são proibidos de estarem com os candidatos nos momentos de realização da prova. São eles:

  • Folhas ou bloco para rascunho - a própria organização da prova já os disponibiliza; 
  • Boné, chaves e fones de ouvido;
  • Lápis, lapiseira, corretivo, caneta de material não transparente e borracha;
  • Dispositivos eletrônicos (celulares, smartphones, calculadoras, tablets, iPods, gravadores, relógios, alarmes, mp3, agendas eletrônicas, pen drive, entre outros);
  • Livros e manuais;
  • Armas de qualquer espécie.

Se o estudante levar o celular, que pode ser fundamental para o deslocamento pré-prova, ou outros equipamentos, ele irá receber um envelope porta-objetos para guardá-lo desligado antes mesmo de entrar na sala de aplicação do exame. O envelope é lacrado, identificado e mantido sob a carteira até a saída definitiva da avaliação. Mesmo que guardado no envelope, o participante é imediatamente excluído do exame se houver algum sinal de toque de celular ou funcionamento de quaisquer aparelhos eletrônicos. Portanto, é imprescindível que todo aparelho eletrônico seja desligado antes de depositado no envelope.

Fique por dentro das regras do Enem 2019

Utilizado desde 2009, o modelo atual do Enem conta com quatro provas objetivas, - com 45 questões cada - , e uma redação discursiva. Subdivididos por tema, os cadernos, que totalizam 180 questões, têm os seguintes agrupamentos de assuntos:

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias;
  • Matemática e suas Tecnologias.

Na edição do Enem de 2019, as avaliações de linguagens e ciências humanas e a prova de redação vão ser aplicadas no primeiro domingo, 3. Já as provas de ciências da natureza e matemática vão acontecer no dia 10.

É importante ressaltar que, se os materiais de prova foram rasurados ou danificados, eles não são substituídos. Desse modo, é imprescindível ter cuidado no manuseio do cartão-resposta, da folha de redação, da folha de rascunho e do caderno de questões.

Além disso, com os portões de acesso abertos a partir das 12h, o limite máximo para chegada é às 13h, horário de Brasília, e as provas começam às 13h30, com duração de 5h30 no primeiro dia e 5h no segundo. A saída será permitida somente duas horas depois da aplicação do exame. O Estado listou os horários de provas do Enem 2019 em cada Estado; confira e programe-se!

A aplicação de provas para participantes que tiveram solicitação de tempo adicional aprovado terá início às 13h30 e término às 20h no primeiro dia e às 19h30 no segundo dia. Já os exames para participantes que vão contar com recurso de videoprova em libras o início será às 13h30 e o término às 21h no primeiro dia e às 20h30 no segundo dia.

A nota do Enem é liberada cerca de dois meses depois da realização do exame, quando o Inep disponibiliza online o Boletim de Desempenho Individual no Enem. Essa divulgação geralmente ocorre no mês de janeiro.

Não se esqueça de levar algo para comer

Pela própria configuração da prova, o Enem ficou conhecido como um exame que, além de ser relativamente difícil, é exaustivo. Por conta disso, tornou-se comum e recomendável levar bebidas e lanches para consumo durante a prova. Eles podem ser fundamentais para que o estudante se mantenha concentrado nas cerca de cinco horas de avaliação em cada um dos dias. Todos os alimentos passam por vistoria do aplicador da prova.

Para conhecer todas as regras do Enem 2019 a fundo, as informações completas estão disponíveis no edital da prova, que pode ser encontrado no portal do Inep. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.