Reforma universitária prevê Enem obrigatório

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser uma prova obrigatória para todos os estudantes que terminarem a escola, se mantida a proposta do Ministério da Educação para a reforma universitária. O exame, hoje voluntário, serviria não só como um controle de qualidade das escolas mas também como parte do sistema seletivo das instituições públicas de ensino superior.Uma vez obrigatório, o Enem poderia servir para aproximar o tipo de ensino das escolas de ensino médio. As diretrizes foram apresentadas na segunda-feira pelo ministro Tarso Genro.A reforma proporá, ainda, um pacote de medidas de auxílio aos estudantes de baixa renda. Nas universidades federais, a idéia é que haja a ampliação dos cursos noturnos e também a criação de um "primeiro emprego acadêmico". Em troca de uma bolsa, os alunos carentes seriam selecionados para trabalhar na instituição.A proposta também poderá ser ampliada para as instituições privadas, que empregariam seus alunos em troca da isenções fiscais, no mesmo modelo dado a empresas pelo programa Primeiro Emprego.  leia também Governo quer loteria para financiar universidade   MEC propõe ciclo básico de 2 anos em todos os cursos 

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.