Redação da Unesp pede crítica ao modelo de ensino

Pedindo ao estudante que falasse de suas próprias dificuldades na escola, a Universidade Estadual Paulista (Unesp) encerrou na terça-feira seu maior vestibular de meio de ano. O tema da prova de redação, obrigatória para todos os vestibulandos, foi a inadequação dos currículos escolares."O aluno podia falar sobre como se ensinam coisas que não interessam a ele e, ainda por cima, de modo abstrato", disse o professor de português do Curso Objetivo Fernando Teixeira.O exame teve ainda dez questões dissertativas de Português, que enfocaram a interpretação de texto. "Era preciso entender o que estava sendo pedido e saber exprimir bem essa compreensão", afirmou Teixeira.Aprovados e matrículasA lista de aprovados e a de espera da Unesp serão divulgadas no dia 29. As matrículas devem ser feitas no dia 31. Quem estiver em lista de espera deve manifestar seu interesse pela vaga no dia seguinte.Estavam inscritos 18.496 candidatos, que concorrem a 1.015 vagas em novos campus e cursos. A abstenção na última prova do vestibular da Unesp foi de 7,4%, índice mais alto dos três dias de exame - em 2002, no entanto, a taxa ficou em 12,6%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.