Rapper Emicida indica os seus quatro livros prediletos

Produtor musical paulistano conta que obras não faltam em sua estante na seção "Minha Biblioteca" do caderno Estadão.edu

Estadão.edu, O Estado de S. Paulo

30 Setembro 2014 | 03h00

1. O povo brasileiro, de Darcy Ribeiro

Conheci este livro por intermédio da minha mãe, que repetia trechos na minha adolescência. Fui atrás de mais obras do Darcy e acabei me tornando um de seus fãs. Eu fiz uma homenagem a ele em um som, Obrigado, Darcy.

2. Muito longe de casa, de Ishmael Beah

Ishmael passou a trabalhar na ONU após este livro. É uma visão riquíssima sobre a situação das crianças que se tornaram soldados em Serra Leoa. É de tirar o fôlego, do começo ao fim.

3. Escravos, de Kangni Além

É um romance fantástico sobre a escravidão na perspectiva de um negro livre que foi capturado e trazido para cá para ser mais um em 4 milhões de escravos. Obrigatório para entender mais sobre a situação do negro no Brasil.

4. Guerreiras da paz, de Leymah Gbowee

A autora liderou uma revolução feminista pacífica na Libéria, onde uma greve nacional de sexo conseguiu dar fim à guerra civil. Uma aula sobre resistência, ideologia e união.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.