FELIPE RAU/ESTADÃO
FELIPE RAU/ESTADÃO

Quando o curso de especialização é feito a distância

Pós e MBA online permitem que mais alunos tenham acesso a instituições de renome

OCIMARA BALMANT, ESPECIAL PARA O ESTADO

30 Janeiro 2018 | 03h00

SÃO PAULO - Em um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo, ter um currículo atraente vai além de listar uma série de especializações: é preciso que essas formações tenham sido realizadas em instituições de renome. Um caminho que ficou mais fácil com a crescente oferta de pós-graduação e de MBA a distância.

Só em 2016, 49,4 mil alunos estavam matriculados nos 1,1 mil cursos de pós lato sensu a distância ofertados no País, conforme os dados do censo produzido pela Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). Isso sem contar os brasileiros matriculados em cursos oferecidos por instituições estrangeiras.

Hoje, brasileiros de qualquer canto do País podem cursar uma pós-graduação em instituições como a Fundação Getulio Vargas (FGV), o Ibmec, a Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) ou até nos Estados Unidos e na Inglaterra sem ter de abandonar o emprego. “Há dez anos, um executivo que viajava muito precisava trancar o curso porque não conseguia assistir às aulas. Com o EAD, isso acabou. E o profissional sai tão ou mais bem capacitado”, explica Carlos Longo, diretor de Relações Nacionais da Abed.

Interação com colegas. Isso porque, além de os cursos lato sensu EAD terem de cumprir as mesmas exigências dos presenciais - como carga horária mínima de 360 horas e 50% dos docentes com titulação de mestre ou doutor -, a modalidade tem invertido um preconceito antigo: o de que não favorece a troca de experiência entre os profissionais.

“É mais fácil criar uma rede de contatos em cursos de especialização ou em um MBA a distância do que naqueles presenciais, nos quais o aluno muitas vezes chega às aulas em cima da hora e ao final vai embora sem interagir com os colegas. No ambiente virtual, os contatos são constantes, seja nos trabalhos em grupo ou fóruns de discussões, e há a possibilidade de que o profissional pratique o famoso networking com gente de outras cidades ou outros Estados.”

Áreas com mais cursos. Tanto no presencial como no EAD, as áreas com a maior quantidade de cursos são as de negócios, comunicação e saúde. E as instituições mais recomendadas são exatamente aquelas já conhecidas por oferecerem os melhores programas também na modalidade presencial.

A FGV, por exemplo, oferece quatro cursos de MBA Executivos a distância: Gestão Financeira, Gestão Empresarial, Gerenciamento de Projetos e Marketing. Em todos, a carga horária e pré-requisitos como dois anos de tempo mínimo de conclusão da graduação e três anos de experiência profissional são similares ao curso presencial. 

Na Escola Superior de Publicidade e Propaganda (ESPM), os três cursos de especialização a distância têm 360 horas, e os cinco cursos de MBA da modalidade podem chegar a 540 horas de duração – a serem cumpridas em quatro semestres.

No Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa do Hospital Albert Einstein, o cardápio de pós EAD deve crescer em breve. Além do já existente Gestão em Saúde para Enfermeiros, a instituição deve oferecer os programas Gestão em Saúde para a Equipe Multidisciplinar e Qualidade, Segurança do Paciente e Gestão de Risco.

“Além dos desafios já esperados de qualquer curso a distância, que incluem fazer com que o aluno tenha disciplina e se mantenha permanentemente interessado e com vontade de participar, nosso objetivo é que o conteúdo faça sentido e tenha aplicabilidade”, afirma Claudia Laselva, coordenadora do curso e diretora da unidade hospitalar do Hospital Israelita Albert Einstein.

Instituição no exterior. Para quem deseja trabalhar fora do País ou sonha em fazer um curso que seja referência mundial, a modalidade a distância é o caminho certamente mais barato. Além de poder conciliar com o trabalho, dá para economizar com os gastos de uma estadia no exterior e ter a comodidade de realizar as atividades de casa ou do escritório.

“Geralmente, as universidades americanas e inglesas são preferidas por conta do inglês, além de haver uma grande oferta de bons cursos nas mais diferentes áreas”, explica Liliam Silva, gestora do blog Educação-a-distância.com. Mas há alternativas até para quem só entende o português: “Em Portugal, a Universidade Aberta (UAB) oferece mais de 60 cursos de licenciatura, especialização, mestrado e doutorado que podem ser ótimas opções para quem não domina um idioma estrangeiro.”

Na maioria dos casos, a instituição realiza alguns encontros presenciais obrigatórios, o que exige ao menos algumas viagens. Entretanto, há escolas que permitem que tais atividades sejam realizadas no Brasil, em consulados ou embaixadas, como é o caso das universidades francesas. 

Só é preciso estar ciente do processo de revalidação do diploma. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), certificados e diplomas emitidos por instituições estrangeiras de ensino precisam passar por processo de revalidação para serem usados como documentação oficial no Brasil. “Cabe à universidade brasileira verificar a equivalência das disciplinas para validar o diploma internacional. Isso pode demorar e, assim como acontece com cursos presenciais, existe o risco de a universidade brasileira não revalidar o diploma”, alerta Liliam.

MBA NO BRASIL

Abaixo estão opções em instituições brasileiras:

Fundação Getulio Vargas (FGV)

MBAs executivos em Gestão Financeira, Gestão Empresarial, Gerenciamento de Projetos e Marketing

Duração: 432 horas

Seleção: Até 25/2

Preço: Para opções com encontros presenciais em São Paulo, custa até R$ 28.491,50 - os valores do curso podem variar conforme região da prova presencial e dos seminários

Site: www5.fgv.br/mbaonline

Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa do Hospital Albert Einstein

Gestão em Saúde para

Enfermeiros

Duração: 420 horas

Seleção: Até 2/2

Preço: Até 15 mil

Site: einstein.br/ensino/pos_graduacao/gestao_em_saude_para_enfermeiros_ead

Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM)

Gestão Empresarial e Marketing, Comunicação e Design Digital e Gestão de Projetos

Duração: 360 horas

Seleção: Até 14/3

Preço: R$ 11.251,52

Site: www2.espm.br/cursos/educacao-distancia/pos-ead

MBA INTERNACIONAL

Cinco instituições oferecem os cursos de MBA que estão nas melhores posições do ranking anual elaborado pela editora britânica Quacquarelli Symonds (QS), que leva em consideração fatores como empregabilidade, certificações e diversidade:

IE Business School

(sede em Madri)

Global MBA

Duração: 15 meses

Site: ie.edu/business-school/

degrees/global-mba

Warwick Business School

(da Universidade de Warwick,

no Reino Unido)

Distance Learning MBA

Duração: Entre 12 

e 24 meses

Site: wbs.ac.uk/courses/mba/

distance-learning

Kelley School of Business

(da Universidade de Indiana,

nos Estados Unidos)

Kelley Direct Online - MBA

Duração: 24 meses

Site: kelley.iu.edu/programs/

online

Warrington College of Business

(da Universidade da Flórida, nos Estados Unidos)

Online MBA

Duração: Entre 16 

e 27 meses

Site: floridamba.ufl.edu/

online

Alliance Manchester Business School

(da Universidade de

Manchester, no Reino Unido)

Global Part-Time MBA

Duração: Entre 18

e 24 meses

Site: mbs.ac.uk/study/mba/

global-part-time /

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.