PUC-SP anuncia demissões; alunos fazem manifestação

A reitora da Pontifícia Universidade de São Paulo (PUC-SP), Maura Véras, anunciou nesta sexta-feira a demissão de 472 professores dos 1600 da instituição - quase 30% - e 337 funcionários, de um total de 1300. Após o anúncio dos cortes, definidos pela Fundação São Paulo, mantenedora da Universidade, alunos e funcionários realizaram uma manifestação do lado de fora do prédio da Universidade. As demissões são conseqüência da intervenção decretada na Universidade, a fim de tentar conter o déficit da instituição, de cerca de R$ 3 milhões mensais.MobilizaçãoA Associação dos Funcionários Administrativos da PUC-SP (AFAPUC),a Associação dos Professores da PUC-SP (APROPUC) e estudantes da universidade haviam organizado uma reunião, na quinta-feira, para criar um Fórum de Mobilização Permanente que pretende discutir a crise e garantir as condições de ensino e a democracia universitária. Nesta sexta-feira, houve uma mobilização do Fórum contras as demissões. Um abraço coletivo pela PUC estava marcado para as 15 horas, mas acabou não acontecendo.

Agencia Estado,

17 de fevereiro de 2006 | 18h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.