Prova da Unesp foi bem elaborada, dizem professores

A prova de conhecimentos gerais, aplicada no primeiro dia de vestibular da Universidade Estadual Paulista (Unesp), foi bem elaborada, segundo a opinião da maioria dos professores do curso e escola Objetivo, de São Paulo. "As questões da prova de geografia foram muito bem pensadas", diz Vera Lúcia da Costa, professora da disciplina."Conseguiu separar os que caíram de pára-quedas e aqueles que de fato estudaram para o vestibular." Segundo Vera, o tempo médio necessário para responder a cada questão foi de dois minutos.Já a de história, foi mais simples. "As perguntas foram objetivas e pediam raciocínios rápidos", diz o professor Francisco Alves da Silva.Entre as que trataram de assuntos mais atuais, está a de biologia. "Fiquei bem impressionado com as questões contemporâneas", diz Paulo Henrique de Barros, professor de biologia. "Por exemplo, caiu uma sobre a gripe do frango asiática e outra sobre clonagem. O aluno tinha de estar bem informado."QuímicaA única prova criticada pelos professores foi a de química. "Faltou rigor em algumas questões", afirma o professor Antônio Mario Salles. "Na 67, por exemplo, usaram um termo ultrapassado. Em vez de dispersão coloidal, escreveram solução coloidal."Para os alunos, a de física foi apontada como a mais difícil. "Achei bem complicada", conta Luciana Monteiro, de 19 anos, que concorre a uma vaga de Engenharia de Produção.O vestibulando Yuri Uliana, de 18, que concorre a uma vaga de Biotecnologia, foi o primeiro a acabar a prova em São Paulo. Depois de duas horas e 10 minutos, Yuri saiu tranqüilo da sala e achou as questões fáceis.No total, foram 84 perguntas de múltipla escolha, distribuídas entre matemática, biologia, química, geografia, física, história e inglês.confira o gabarito e as questões resolvidas - prova de conhecimentos gerais - gabarito de conhecimentos gerais

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.