ProUni vai ter 116 mil bolsas no 2º semestre

Número é maior do que o do ano passado, quando foram 115.101 bolsas; inscrições terão início na terça e se estenderão até quinta

O Estado de S. Paulo

12 Junho 2015 | 20h24

O Programa Universidade para Todos (ProUni) vai oferecer 116.004 bolsas no segundo semestre, em 856 instituições de ensino superior. O número é maior do que o do ano passado, quando foram 115.101 bolsas. As inscrições terão início na terça-feira e se estenderão até as 23h59 de quinta-feira. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 22.

Das 116.004 bolsas que estarão disponíveis, 68.971 serão integrais e 47.033, parciais. São Paulo será o Estado com maior número de bolsas, com 30.519 - 18.470 integrais -, seguido de Minas, 14.335, e Rio Grande do Sul, 8.088.

O ProUni oferece bolsas de estudos integrais e parciais em instituições particulares de educação superior que tenham cursos de graduação e sequenciais de formação específica. O programa foi criado em 2004 e atende os concluintes do ensino médio tanto da rede pública quanto da rede particular - como bolsistas integrais, desde que tenham renda familiar per capita máxima de até 3 salários mínimos.

Fies. Assim como ocorreu com o Financiamento Estudantil (Fies), que teve as regras alteradas neste ano, para se inscrever na segunda edição de 2014 do ProUni o candidato deverá ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas objetivas. Além disso, não poderá ter zerado a redação. No momento da inscrição, deve-se informar o número de inscrição e senha usados no Enem.

No caso do Fies, a seleção no segundo semestre só foi anunciada pelo ministro Renato Janine Ribeiro nesta semana. Anteriormente, o Ministério da Educação havia afirmado que tudo dependia de disponibilidade orçamentária. As regras não foram fechadas. O MEC ainda estuda elevar dos atuais 3,4% para 6,5% ao ano a taxa de juros dos financiamentos. Além disso, pode-se reduzir de 18 para 12 meses a carência de pagamento.

Mais conteúdo sobre:
ProUni Educação

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.