ProUni reabre inscrições para 5 mil vagas restantes

O Programa Universidade para Todos teve 94,4% das suas vagas preenchidas na primeira etapa da seleção. O Ministério da Educação anunciou nesta sexta que 86 mil estudantes conseguiram as bolsas de estudo oferecidas no programa, a maioria deles (63 mil), bolsas integrais. Na próxima segunda-feira, o ministério reabre as inscrições, na tentativa de preencher as cinco mil vagas restantes. As novas inscrições estarão abertas até o dia 14, mas o MEC ainda não determinou quais os cursos e instituições que ainda têm lugar.Apenas na próxima semana os candidatos poderão saber o que ainda está sendo oferecido. O provável é que os cursos mais concorridos, como Medicina e Direito, já não tenham mais vagas, como ocorreu na seleção do ano passado. Medicina foi o curso que teve a maior média de acerto no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) - a prova usada para fazer a seleção do ProUni - e o maior número de candidatos entre os melhores colocados: dos 20 melhores, 14 são da Medicina. A maior média foi 97,7, de Ana Carolina Gaudard e Silva, 18 anos, de Campos dos Goytacazes (RJ), aprovada na Faculdade de Medicina de Petrópolis.A estudante passou no vestibular no ano passado, mas não para medicina, como realmente queria. Apesar de ainda estar tentando na Universidade Federal Fluminense, a garantia da vaga já deixou a família feliz. A renda da família de Carolina é de R$ 1,2 - o salário do pai, Washington, representante comercial. A mensalidade da faculdade é de R$ 2 mil por mês. "Não existiria nenhuma possibilidade de eu fazer essa faculdade sem o ProUni", disse a estudante.A média geral dos candidatos selecionados subiu do ano passado para cá. Na primeira seleção, foi de 61 pontos. Este ano, de 67 pontos - maior que a média geral (47,7 pontos) e mesmo mais do que a de alunos de faculdades particulares, que chegou a 52,8 pontos.A média mínima exigida pelo MEC para considerar os estudantes para o ProUni continua sendo 45 pontos, mas aqueles candidatos a cursos mais concorridos precisam de resultados mais próximos da média. O ministério coloca na página de inscrição a média mais baixa dos candidatos inscritos, o que facilita para quem vai se inscrever saber quais são suas chances.O sistema de inscrições para as vagas que serão abertas na segunda-feira é o mesmo do sistema anterior. Valem as notas do Enem 2005 e o candidato pode escolher até cinco cursos, inclusive em áreas diferentes. A prioridade será dada ao que estiver em primeiro lugar mas, se o candidato não possuir média suficiente, as opções seguintes serão consideradas.Este ano, o ministério teve mais facilidade para preencher as vagas do ProUni. O número de candidatos ao Enem dobrou, chegando a 2,2 milhões de estudantes. Desses, quase 800 mil se inscreveram no programa. "Superou nossas expectativas. Esperávamos que dobrasse o número de inscritos, mas o crescimento foi de 130%", disse o secretário-executivo do MEC, Jairo Jorge. No ano passado, o ministério teve de fazer cinco seleções para preencher as vagas do programa. A dificuldade maior, no entanto, é que muitos prováveis candidatos não haviam feito o Enem, já que as regras de seleção foram feitas depois do exame já ter sido realizado.

Agencia Estado,

06 de janeiro de 2006 | 19h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.