ProUni divulga a lista dos classificados

O Programa Universidade para Todos (ProUni), do Ministério da Educação, divulgou a lista dos classificados. Foram oferecidas 47.059 bolsas integrais e parciais para o segundo semestre deste ano, disputadas por 200.969 inscritos em todo o país.O resultado da seleção está disponível no site (ver ao lado) e pelo telefone 0800-616161. Para saber se foi contemplado, o candidato precisa do número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) ou o seu CPF. Os estudantes deverão procurar a instituição para onde foram pré-selecionados, no período de 26 de junho a 14 de julho, para confirmar seus dados socioeconômicos, informados na ficha de inscrição. Em 24 de julho, o MEC divulgará o resultado da reclassificação, no site do ProUni e pelo telefone, com uma lista adicional de candidatos selecionados.VagasDas primeiras 43.614 bolsas concedidas pelo ProUni neste processo seletivo, 8.724 destinam-se a instituições de São Paulo, estado mais populoso e com maior número de instituições de ensino superior. Em segundo lugar, vem o estado de Minas Gerais com 6.844 bolsas, seguido do Rio de Janeiro com 5.191, Rio Grande do Sul com 3.865 e da Bahia, 3.137 bolsas. O número de bolsas em cada unidade da federação depende do número de instituições participantes e é regulamentado pela Lei 11.096.Cerca de 22.010 bolsas são destinadas a estudantes negros, totalizando mais da metade das bolsas concedidas. Dentre os candidatos autodeclarados indígenas, 43 foram pré-selecionados. SeleçãoUm dos critérios da seleção é que o candidato tenha feito todo o ensino médio em escolas públicas, ou estudado em escolas particulares com bolsa integral. Os professores da rede pública de ensino básico em efetivo exercício também podem concorrer. Todos devem, ainda, ter feito o Enem em 2005 e ter obtido nota mínima de 45 pontos, média entre as provas de conhecimentos gerais e de redação deste exame. O candidato também precisa ter renda familiar por pessoa de até um salário mínimo e meio (R$ 525,00), para concorrer a uma bolsa integral, e de até três salários mínimos por pessoa da família (R$ 1.050,00), para a bolsa parcial de 50% da mensalidade.

Agencia Estado,

21 de junho de 2006 | 09h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.