Taba Benedicto/Estadão
Taba Benedicto/Estadão

ProUni abre inscrições para bolsas em universidades privadas; confira o calendário

Inscrições vão de 22 a 25 de fevereiro; estudantes que realizaram o Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2020 e 2021 podem concorrer a mais de 273 mil bolsas

Redação, O Estado de S.Paulo

22 de fevereiro de 2022 | 05h00

As inscrições para o Programa Universidade para Todos (Prouni) estão abertas desde a meia-noite desta terça-feira, 22. Os estudantes que pretendem concorrer a bolsas integrais e parciais (50%) em instituições de ensino superior privadas têm até as 23h59 (horário oficial de Brasília) da sexta-feira, 25, para se inscrever no site do programa no link http://prouni.mec.gov.br/. O resultado da primeira chamada será divulgado no dia 2 de março, e o da segunda, no dia 21 do mesmo mês.

Na edição deste ano, há oferta de 273.001 bolsas, sendo 181.036 integrais e 91.965 parciais, distribuídas em 1.085 instituições de educação superior. Na inscrição, o candidato pode optar por até duas universidades, cursos e turnos. Pessoas com deficiência ou que se autodeclaram indígenas, pretas ou pardas concorrerem a bolsas destinadas a políticas de ações afirmativas.

A seleção para o Prouni de 2022 vai ser feita com base nas notas dos candidatos no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2021 e/ou 2020. O estudante deve ter obtido, no mínimo, 450 pontos na média da prova e não ter zerado a redação.  

A utilização das notas do Enem 2020 foi autorizada por meio de um decreto do presidente Jair Bolsonaro, publicado na sexta-feira, 18. Até então, os interessados só poderiam se candidatar ao programa com o resultado da prova do ano anterior – no caso, 2021. Para quem participou de ambas as edições, o sistema considerará, automaticamente, a edição na qual o candidato atingiu a nota mais alta.

Podem participar do processo seletivo somente estudantes brasileiros que não possuem diploma de curso superior. Professores ou pessoas que pretendem exercer a profissão são exceção a essa regra, podendo pleitear bolsa em cursos destinados à formação do magistério da educação básica.

O programa aceita inscrições dos estudantes que tenham cursado ensino médio: completo em escola da rede pública; completo em instituição privada, na condição de bolsista integral, parcial ou sem condição de bolsista; parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral.  E também de pessoas com deficiência e professores da escola pública.

A concessão de bolsas para alunos que tenham feito o ensino médio em colégio particular, mesmo sem o auxílio de bolsa estudantil, foi liberada pelo governo federal no final do ano passado. Passaram a ter acesso ao programa alunos que fizeram o "ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição, ou sem a condição de bolsista". 

As bolsas integrais são destinadas a estudantes com renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. As parciais, de até três salários mínimos por pessoa.

Confira o calendário

Inscrições: 22 a 25/2

Resultado da primeira chamada: 02/3

Comprovação das informações: 3 a 14/3

Resultado da segunda chamada: 21/3

Comprovação das informações: 21 a 29/3

Prazo para inscrições na lista de espera: 4 a 5/4

Resultado da lista de espera: 7/4

Comprovação das informações: 8 a 13/4

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.