Projetos vão capacitar mais de 5 mil jovens

Os ministros da Cultura, Gilberto Gil, e do Trabalho, Ricardo Berzoini, assinaram nesta quarta-feira convênio de cooperação entre os programas Primeiro Emprego e Projeto Cultura Viva - Pontos de Cultura. Mais de cinco mil jovens devem participar do programa que, além de cursos, oferece bolsa mensal de R$ 150 durante oito meses, garantida com orçamento do Primeiro Emprego. "Passado esse tempo, se faz uma nova seleção e novos jovens serão atendidos", afirma o chefe de gabinete da Secretaria de Programas e Projetos do ministério da Cultura, Elder Vieira.Os 127 Pontos de Cultura serão espaços equipados com estúdio digital para gravação de CDs, computador, câmera digital e uma ilha de edição. Tudo funcionará em software livre e estará ligado aos demais Pontos pela Internet e por rádios comunitárias, que terão transmissão on-line. Para aprender a operar os equipamentos, 50 jovens de cada Ponto de Cultura receberão treinamento do Programa Primeiro Emprego. Nos cursos, terão aulas práticas e teóricas e, além de matérias técnicas, também terão aulas de cidadania, empreendedorismo e inclusão digital. Outro convênio, com o Ministério das Comunicações, deverá ser assinado daqui a um mês. O Ministério será responsável por parte dos equipamentos dos Pontos, como as antenas G-SAC. A inclusão dos centros na cultural digital e no uso de softwares livres tam bém será objeto do convênio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.