Projeto de lei quer proibir abertura de novos cursos de medicina

Um projeto de lei do deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP) pode proibir por dez anos a abertura de novos cursos de Medicina. A medida foi apresentada em fevereiro, está em tramitação na Câmara e também veda a ampliação de vagas nos cursos já existentes. O projeto defende o combate aos cursos de Medicina de má qualidade.Chinaglia denuncia que grandes empresas de saúde criam escolas médicas para com isso baratear o curso da mão-de-obra. A proporção do números de médicos em relação à população é recordista no Brasil: 12 médicos para 10 mil habitantes.

Agencia Estado,

30 de maio de 2003 | 15h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.