Programa de bolsas para professores de ensino médio terá R$ 1 bilhão

As bolsas serão concedidas a partir de fevereiro; Projeto é inspirado no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa

25 Novembro 2013 | 21h46

O Ministério da Educação (MEC) vai investir R$ 1 bilhão no Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, programa de capacitação de professores das redes públicas estaduais. Conforme adiantou o Estado, o MEC distribuirá bolsas a professores da rede pública dessa etapa da educação básica como forma de melhorar o ensino.

As bolsas serão concedidas a partir de fevereiro, no valor de R$ 200, a docentes que participarem de atividades de formação continuada. Está prevista a participação de quase 500 mil docentes e 7 milhões de alunos. "Não há processo educativo sem a mediação do professor. Por isso, o eixo central deste programa é valorizar esses profissionais”, destacou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante a apresentação do programa e das médias do Enem de 2012, em Brasília. 

O programa, inspirado no Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), tem a adesão de todos os Estados, o Distrito Federal e 40 universidades.  

O ensino médio tem cerca de 5,5 milhões matrículas - o que representa 52% dos jovens entre 15 a 17 anos. Outros 25% dos adolescentes nessa faixa etária estão atrasados. Mais de 1,5 milhão de adolescentes dessa idade estavam fora da escola em 2011. Além disso, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ensino médio estagnou em 2011 - nos anos iniciais, o indicador havia mostrou crescimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.