Professores municipais de SP fazem assembleia para discutir paralisação

Aumento real de 34% e redução de número de alunos por sala são algumas das reivindicações

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

26 Março 2010 | 13h38

Os professores municipais de São Paulo vão realizar na tarde desta sexta-feira, 26, uma assembleia para discutir uma paralisação da categoria, informou o Sindicato dos Profissionais em Educação no Ensino Municipal de São Paulo (Sinpeem). A reunião está marcada para as 14h30, em frente à Secretaria Municipal de Gestão, localizado à Rua Líbero Badaró, 425, no Centro da cidade.

 

Veja também:

linkProfessores da rede estadual farão nova manifestação em SP  

linkProfessores da BA paralisam atividades por reajuste

 

Segundo o Sinpeem, os professores querem cobrar do governo o atendimento às reivindicações da categoria, entre elas alteração da atual lei salarial para que seja ampliado o porcentual mínimo de receitas correntes destinados às despesas com pessoal; aumento real de salários de 34%; redução do número de alunos por sala/turma; piso salarial não inferior ao valor fixado pelo Dieese; e aplicação de 40% sobre o atual valor do vale-alimentação e sua extensão para os aposentados e pensionistas, entre outros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.