Professores estaduais terão programa de pós-graduação

Parceria foi estabelecida com a USP, Unesp e Unicamp; todos os cursos serão feitos a distância, via internet

da Redação, estadao.com.br

07 de outubro de 2008 | 16h23

A Secretaria da Educação de São Paulo fechou parceria com a USP, Unesp e Unicamp para oferecer, a partir de 2009, um programa de formação continuada para os professores da rede estadual. Todos os cursos serão a distância, via internet. A expectativa de gasto é de pelo menos R$ 52 milhões. Serão oferecidos cursos de pós-graduação lato sensu em 16 áreas, sendo 13 delas nas disciplinas da grade curricular paulista - língua portuguesa, matemática, geografia, história, filosofia, sociologia, língua estrangeira (inglesa), ciências, química, física, biologia, educação física e educação artística.  Todos os cursos terão encontros presenciais - no mínimo dois por semestre, além de provas presenciais. A secretaria pretende ainda definir ainda parcerias com outras universidades, que abrigarão os encontros presenciais e as provas.  Já em 2009, o programa deverá oferecer 110 mil vagas. As escolas indicarão os educadores que desejarem participar. A expectativa é iniciar os cursos em março de 2009, um mês após as universidades apresentarem os conteúdos dos cursos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.