Professores do Rio fazem paralisação de 48 horas

Os cerca de 120 mil professores, merendeiras, serventes e funcionários em geral que atuam nas 1.600 escolas estaduais em todo o Estado do Rio, fazem nesta quarta-feira e amanhã uma paralisação de 48 horas. Em assembléia, às 14 horas de quinta-feira, decidem se entram em greve por tempo indeterminado. A paralisação de dois dias afetará um total de 1,5 milhão de alunos. A categoria reivindica reajuste de 34% para a recomposição do poder aquisitivo. Segundo o Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação, os salários não têm aumentos há mais de 10 anos. Outros segmentos do funcionalismo estadual também estão com os salários congelados. O piso salarial do professor é de R$ 431. Já o funcionário administrativo recebe um salário mínimo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.