Professores da PUC-SP decidem entrar em greve

Os professores e funcionários da Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) aprovaram nesta quarta-feira, em assembléia, o estado de greve. As duas categorias se mobilizarão para uma provável paralisação na semana que vem. Professores e funcionários querem uma reposição salarial de 16,41% este mês. A reitoria está oferecendo o reajuste de maneira parcelada, sendo 4% agora, 3,27% em setembro e 9,2% em janeiro de 2004. Não houve acordo nas negociações. Uma nova rodada ocorrerá nesta quinta-feira.

Agencia Estado,

20 de março de 2003 | 13h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.