Professor fala sobre o progresso do conhecimento científico

Ronaldo Moraca, do Ético Sistema de Ensino, dá a segunda aula sobre filosofia

Estadão.edu

25 Agosto 2010 | 17h02

Qual o papel da ciência nos dias atuais? Este é o assunto que o professor Ronaldo José Moraca, do Ético Sistema de Ensino, discute na segunda vídeo aula sobre filosofia. A série foi aberta com uma exposição sobre política e a obra de Nicolau Maquiavel.

 

"O conhecimento científico tem se estabelecido como o mais verdadeiro desde o século XIX", comenta Moraca. "Ele tem levado a benefícios e malefícios. Mas toda e qualquer reação contrária a seu avanço deve ser detida."

 

No próximo programa, o professor vai falar sobre ética. O objetivo é abordar assuntos que podem cair nos principais vestibulares e exames do País (veja exemplo abaixo).

 

Os programas são fruto de uma parceria entre o Estadão.edu e o Ético Sistema de Ensino.

 

 

Veja mais:

Sala de aula: Maquiavel e a política

 

1. Adotando o critério neopositivista de cientificidade, podemos afirmar que um enunciado será científico se for passível de verificação empírica. Indique qual enunciado não seria, segundo esse critério, admitido como pertencente à ciência.

 

a) O  bem e o belo são uma e mesma  coisa.

b) Toda  quarta-feira chove, após as 17h00.

c) Calor pode ser definido como uma espécie de intenso movimento das moléculas.

d) O Brasil é o maior país da América do Sul.

 

2. (Vunesp, adaptada) Para Pierre Duhem, “o físico  nunca pode submeter ao controle da experiência uma hipótese isolada, mas somente todo  um conjunto de hipóteses; quando a experiência  está em desacordo com as suas previsões, ela lhe ensina que pelo menos uma das hipóteses que constituem esse conjunto  está errada e deve ser modificada, mas ela não lhe mostra aquela que deve ser modificada”.

 

Essa explicação acerca do procedimento científico pode ser adequadamente caracterizada como:

 

a) dedutiva.

b) narrativa.

c) probabilista.

d) reducionista.

e) genealógica.

 

3. (UEL-PR) "As experiências e erros do cientista consistem de hipóteses. Ele as formula em palavras, e muitas vezes por escrito. Pode então tentar encontrar brechas em qualquer uma dessas hipóteses, criticando-a experimentalmente, ajudado por seus colegas cientistas, que ficarão deleitados se puderem  encontrar uma brecha nela. Se a hipótese não suportar essas críticas e esses testes pelo menos tão bem quanto suas concorrentes, será eliminada." (Karl Popper, Conhecimento objetivo).

 

Com base no  texto e nos conhecimentos sobre ciência e método científico, é correto afirmar:

 

a) O método científico implica a possibilidade constante de refutações teóricas por meio de experimentos cruciais.

b) A crítica no meio científico significa o fracasso do cientista que formulou hipóteses incorretas.

c) O conflito de hipóteses científicas deve ser resolvido por quem as formulou, sem ajuda de outros cientistas.

d) O método crítico consiste em impedir que as hipóteses científicas tenham brechas.

e) A atitude crítica é um empecilho para o progresso científico.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.