JARBAS DE OLIVEIRA/AE
JARBAS DE OLIVEIRA/AE

Procurador diz que vai recorrer de decisão que mantém data do Enem

Juíza negou pedido do MPF no Ceará para suspender provas do exame; segundo ela, isonomia está garantida

CARMEN POMPEU, Especial para O Estado

03 Novembro 2016 | 20h39

O procurador da República Oscar Costa Filho disse que vai recorrer nesta sexta-feira, 4, da decisão da Justiça Federal do Ceará que negou pedido do Ministério Público Federal do Ceará para suspender as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O exame, para a maior parte dos candidatos, está mantido neste fim de semana (5 e 6 de novembro). 

A juíza Elise Avesque Frota indeferiu nesta quinta o pedido do procurador por considerar que a realização da prova de Redação com diferentes temas pelos candidatos não significa falta de isonomia. A prova foi adiada para cerca de 191 mil candidatos que realizariam o teste em escolas ocupadas. No caso destes, o Enem será aplicado nos dias 3 e 4 de dezembro. 

"Apesar da diversidade de temas que inefastavelmente ocorrerá com a aplicação de provas de redação distintas, verifica-se que a garantia da isonomia decorre dos critérios de correção previamente estabelecidos", decidiu a juíza. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.