Problemas no Fies faz universidade adiar início das aulas para calouros

Sistema apresenta instabilidades e inviabiliza adesão de alunos

FÁBIO GRELLET, O Estado de S. Paulo

02 Março 2015 | 22h06

RIO-A Universidade Estácio de Sá, que tem mais de 470 mil alunos em cursos de graduação e pós-graduação distribuídos por todo o País, decidiu adiar as aulas dos calouros em uma semana para estender o prazo para que os estudantes interessados contratem o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil), plano de financiamento de cursos universitários oferecido pelo governo federal.

O prazo para aderir ao Fies foi reaberto em 23 de fevereiro e termina apenas em 30 de abril, mas o sistema informatizado para adesão ao programa apresenta instabilidades técnicas e alunos reclamam que não estão conseguindo aderir. Na semana passada, o ministro da Educação, Cid Gomes, admitiu o problema com o site e afirmou que estava providenciando a correção.

As aulas para os calouros na Estácio começariam no dia 4 de março, mas foram adiadas para o dia 11 para que “todos tenham mais tempo para contratação (do financiamento) antes do início de suas atividades acadêmicas”, conforme a instituição informou em comunicado aos estudantes.

Mais conteúdo sobre:
Fies problemas sistema

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.