Valeria Gonçalves/ Estadão
Valeria Gonçalves/ Estadão

Privacidade das crianças: quais os limites da interferência dos pais?

Psicóloga Rosely Sayão discute questões como controle e cuidado em família

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de novembro de 2021 | 11h18

A dúvida é comum em grupos de pais e mães: devo ou não vigiar o que meu filho faz? A psicóloga e colunista Rosely Sayão costuma dizer que o amadurecimento passa por enfrentar por conta própria os perigos da vida e que o controle exagerado tira dos jovens essa oportunidade.

Mas e quando os pais supõem que há algo de errado? O limite entre controle e cuidado parece tênue e, na tentativa de evitar problemas, pais tomam iniciativas como vigiar as redes sociais dos filhos, investigar o que andam fazendo na escola. 

Para bater um papo sobre essas questões, a psicóloga Rosely Sayão participa nesta terça-feira, 9, de uma live nas redes sociais do Estadão.  A transmissão ao vivo começa às 16 horas no Facebook e no LinkedIn. Para participar, é só mandar sua pergunta ou comentário nas redes sociais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.