Presidente da Microcamp nega denúncia de ONG

Presidente da Educa São Paulo afirma que o nome da entidade foi usado indevidamente pela rede

Luciana Alvarez, O Estado de S. Paulo

14 Abril 2010 | 15h58

O presidente da Microcamp, Eloy Tuffi, afirmou hoje ao Estado ter apurado que nenhuma unidade da rede ligou para estudantes dizendo ser da ONG Educa São Paulo. O presidente da ONG Educa São Paulo, Devanir Amâncio, denunciou que o nome de sua entidade estava sendo usado indevidamente pela rede de escolas de informática e idiomas para oferecer bolsas de estudo.

 

 

Tuffi informou ter recebido uma denúncia semelhante, mas, nesse caso, o endereço informado era de uma outra escola, não da Microcamp. Segundo ele, a vítima fez confusão entre os nomes das empresas.

 

 

O presidente da Microcamp também esclareceu que o site www.educasaopaulo.com.br foi feito por um professor da Microcamp em Campinas, mas não tem relação oficial com a rede de escolas. "O professor fez um projeto e oferece cursos gratuitos por conta dele. Por isso não tem autorização para usar o nome da empresa", afirmou. O site fornecia o endereço de uma das unidades da Microcamp.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.