Prefeitura do Rio amplia número de escolas com horário integral

Alunos do 1.º ao 6.º ano terão sete horas de aulas; do 7.º ao 9.º, carga será de oito horas diárias

Agência Brasil,

18 Fevereiro 2013 | 22h15

A Secretaria Municipal de Educação do Rio anunciou nesta segunda-feira, 18, a expansão do Programa Turno Único para alunos do 1.º ao 6.º ano da rede municipal de ensino fundamental, além da contratação de professores concursados. O projeto vai estender as aulas de quatro para sete horas, complementado com mais uma hora de atividades esportivas e de reforço escolar.

 

Já as unidades escolares que atendem aos alunos do 7.º ao 9.º ano do ensino fundamental terão oito horas de aulas e duas a mais para a pós-escola. O programa foi iniciado em 2011 e está presente atualmente em 156 escolas - 40 a mais que no ano passado.

 

De acordo com a secretária Claudia Costin, o novo sistema pretende integrar 35% dos alunos da rede pública até 2016 e anular os turnos da manhã e da tarde. Para alcançar a meta, a prefeitura também pretende investir R$ 2 bilhões para construir mais 277 unidades escolares.

 

"A nossa ideia parte de uma referência muito positiva: o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) com 22% de aproveitamento no ranking de ensino, no último resultado. Neste sentido, para melhorar o ensino, vamos reforçar o sistema educacional com mais aulas”, explicou Claudia.

 

De acordo com a secretária, a prefeitura está se preparando para garantir a ampliação do horário escolar. “Vamos contratar novos professores, oriundos do concurso de 2011, para a carga horária de 40 horas, sendo um terço desse horário para o planejamento", disse.

 

Ainda segundo Claudia, 635 mil alunos estão matriculados na rede pública, sendo 17% em turno único. A expectativa é atingir até 2030 os 100% em toda a rede de ensino. Para obter tais resultados, novos planos de investimentos estão em andamento.

 

"Nestas unidades escolares, os alunos têm mais tempo de aula de português, matemática e ciências. Além disso, o programa prevê investimentos para a construção de três ginásios experimentais e maior investimento educacional."

Mais conteúdo sobre:
Escola Tempo integral

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.