Prefeitura de SP deixa escolas da zona leste sem internet

Ao menos 121 escolas de Guaianases estão sem conexão por causa de rompimento de de fibra ótica

Paulo Saldaña, O Estado de S. Paulo

14 Fevereiro 2014 | 20h52

Escolas municipais da zona leste da cidade São Paulo estão com problemas na internet desde agosto do ano passado por causa de problemas de conexão no processo de troca de rede. Segundo a Secretaria de Educação, ao menos 121 escolas da região de Guaianases estão atualmente sem nenhuma conexão por causa de rompimento de de fibra ótica. A reportagem apurou que escolas também em Cidade Tiradentes e Lajeado sem sinal, prejudicando serviços administrativos e atividades pedagógicas.

Funcionários de várias escolas relatam intermitência na conexão desde o ano passado, mas a situação teria piorada nesta semana. "Está um caos e não sabemos para quem recorrer. Estamos com processos internos de professores parados, até meu e-mail não consigo acessar de casa porque a caixa ficou lotada", contou uma diretora de uma unidade escolar de Guaianases, que pediu para não se identificar. Na Cidade Tiradentes, funcionário da Escola Aureliano Leite disse que também não recebeu nenhuma resposta da Prefeitura sobre a conexão.

A Prefeitura não informou um prazo para que a situação seja normalizada em Guianazes. "A empresa responsável por este atendimento assegura que concluirá os reparos para que ainda no mês de fevereiro, o acesso seja regularizado", informou em nota a Secretaria de Educação. A rede iniciou em agosto a migração de servidores para melhora de velocidade de conexão. Segundo a pasta, haverá um aumento de 8 vezes na velocidade de conexão para todas as escolas com a migração. Durante o processo, entretanto, ajustes de comunicação causaram impacto à rotina das unidades.

A prefeitura informa que foram migrados 1.150 dos 1.400 links da rede. Para os CEUs, por exemplo, a velocidade migrou de 2 Mbps para 16 Mbps, informou em nota a pasta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.