Pós-graduação ganha mais cursos com versões remota e presencial
Conteúdo Patrocinado

Pós-graduação ganha mais cursos com versões remota e presencial

Proposta do Insper é oferecer oportunidade de formação superior para profissionais de diferentes perfis e localidades; primeiras turmas online de MBA e CFM começam em 2022

Insper, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

13 de dezembro de 2021 | 08h00

O período pós-pandemia fez surgir no âmbito do ensino superior um leque maior de opções para quem vinha buscando uma pós-graduação, mas adiava o projeto por causa da distância.

Para 2022, mesmo com o forte retorno ao cenário presencial, instituições de renome, como o Insper, de São Paulo, não apenas mantiveram parte das atividades online como ampliaram e formalizaram as opções de formação remota.

Na instituição, além dos tradicionais programas ofertados presencialmente, os estudantes já podem se inscrever para o primeiro trimestre de 2022 em três programas 100% online: o MBA Executivo em Finanças, o MBA Executivo e o Certificate in Financial Management , programa lato sensu voltado ao aprimoramento de competências em gestão financeira.

Nos próximos anos, a proposta é expandir aos demais programas. “A ideia é que os diferentes formatos sirvam aos mesmos objetivos de aprendizagem. Todos os cursos são montados para que, ao final, os alunos adquiram os mesmos conhecimentos de formas diferentes. Para cada grupo, há vantagens específicas”, diz David Kallás, coordenador-executivo de Pós-Graduação do Insper.

Uma pós para cada perfil

Segundo o coordenador, a escolha entre um modelo presencial ou remoto deve partir, sobretudo, da necessidade e do perfil do profissional que busca aprimorar conhecimentos.

“Um aspecto inicial a ser levado em conta é sua preferência por um contato físico ou virtual. Outro ponto é o tempo disponível.”

Kallás afirma ainda que as opções de pós-graduação online são uma boa oportunidade para profissionais que não conseguem ir ao campus ou que moram fora de São Paulo, e que antes apenas tinham a opção de aulas no final de semana, com despesas relevantes de viagem.

“Ao garantir o mesmo nível de aprendizagem, oferecemos uma grande economia em termos de custo e tempo de deslocamento.” Para entregar a mesma qualidade de ensino das atividades presenciais, o Insper ao longo de 2021 reformulou os cursos online, criando programas exclusivos para quem estuda a distância. “Não é simplesmente transformar o presencial em remoto. Demanda planejamento, dinâmicas, atividades, jogos e simulações adequadas”, conclui.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.