Pós-graduação da Fiocruz bate recorde de matrículas

Os cursos de pós-graduação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) bateram o recorde este ano de mil matrículas ativas. O anúncio foi feito nesta terça-feira pelo presidente da instituição, Paulo Buss, durante a inauguração do Curso de Pós-Graduação de Ensino em Biociência e Saúde do Instituto Oswaldo Cruz, unidade centenária da Fiocruz.Atualmente a Fiocruz oferece 12 cursos de pós-graduação nas áreas de saúde, pesquisa biomédica e saúde pública. Segundo Buss, é a instituição não universitária que mais forma recursos humanos na área de saúde. Desde a década de 80, a instituição contabilizou mais de duas mil teses já defendidas em mestrado e doutorado."Ficamos felizes de apresentar esses números à sociedade e dizer que eles não são apenas números absolutos, mas também são uma expressão de qualidade pelo acompanhamento que fazemos dos egressos daqui", afirmou.O presidente da Fiocruz disse que a criação do novo curso de pós-graduação colaborou para o recorde de matrículas no setor. Ele considera a iniciativa de alta importância porque formará mestres e doutores, numa área que muitas vezes é intuitiva, calculada numa metodologia e pedagogia de qualidade, transformando a proposta em objeto científico.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.