Reprodução
Reprodução

Português abre série de aulas indicadas pelo 'Estadão.edu' para preparação para o Enem

Conteúdo online foi produzido pela FGV; dicas serão dadas diariamente

Estadão.edu,

25 Setembro 2012 | 16h28

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) lançou neste mês um ambicioso portal gratuito com foco no ensino médio. A partir desta terça-feira, 25, o Estadão.edu vai dar, diariamente, dicas de aulas online preparadas pela FGV para ajudar na preparação para o Enem. Além de cerca de 90 aulas que podem ser usadas por candidatos na preparação para o exame, a instituição liberou o acesso para um banco com 4,6 mil questões que seguem o modelo do exame. 

As indicações, que devem ocorrer até o início de novembro, serão organizadas de forma a atender os principais conteúdos cobrados pelo Enem. Às segundas-feiras, as dicas serão de Ciências Humanas; às terças, de português; às quartas, de literatura; às quintas, de Ciências da Natureza e às sextas, de Ciências Exatas.

A primeira aula, indicada pela professora de português Mary Kimiko Guimarães Murashima*, é intitulada como "Tecer, tecido, texto; língua: unidade e variedade, e linguagem dos grupos". 

Abaixo, confira um breve comentário de Mary sobre o conteúdo abordado em aula.  

"Esta aula de língua portuguesa expõe e discute o conceito de unidade linguística: o entendimento da língua como código comum a todos os membros de uma determinada comunidade e, portanto, como contrato e patrimônio sociais. Em contrapartida, a aula também visa a mostrar que essa unidade é quebrada de acordo com a utilização de cada um de nós, falantes da língua. Assim, cada país, cada região geográfica, cada grupo social, cada um de nós imprime a nossa língua marcas próprias, fazendo dela derivar, consequentemente, um conjunto muito rico de variedades linguísticas. Além disso, nessa aula, explora-se a ideia de que, como espelho da realidade sociocultural, a língua também reproduz as mesmas diferenças sociais da comunidade que a utiliza. Entender esses pressupostos é o ponto de partida para que se possa compreender e usar a língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade, competência que tem sido amplamente avaliada pelas provas do Enem."

 

* MARY KIMIKO GUIMARÃES MURASHIMA É DOUTORA EM LETRAS E MESTRE EM LITERATURA PELA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO. ATUALMENTE, É DIRETORA ADJUNTA DO FGV ONLINE - PROGRAMA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DA FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS.

Mais conteúdo sobre:
FGV educação aulas Enem

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.