Portugal quer estender educação obrigatória até os 18 anos

Adolescentes poderão escolher entre ficar na escola ou entrar para programas profissionalizantes

AP,

22 de abril de 2009 | 17h32

O primeiro-ministro de Portugal, Jose Sócrates, está anunciando planos para manter os jovens estudando até os 18 anos.

 

Sócrates disse que seu governo de centro-esquerda está fazendo um projeto de lei para estender a educação obrigatória dos atuais 9 anos para 12.

 

Ele disse ao Parlamento nesta quarta-feira, 22, que adolescentes poderão escolher entre ficar na escola ou entrar para programas profissionalizantes.

 

Baixos níveis de educação são vistos há muito tempo como um dos fatores para o atraso do desenvolvimento de Portugal. Um estudo de 2007 descobriu que apenas cerca de metade dos portugueses entre 20 e 24 anos completaram o ensino médio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.