Polícia se prepara para desocupar campus Guarulhos da Unifesp

Estudantes ocupam há uma semana o local; reintegração de posse deve acontecer nesta madrugada

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

24 de outubro de 2007 | 03h17

Cerca de 130 policiais militares do 3º Batalhão de Policiamento de Choque (BPChoque) deixaram o quartel à 1h45 desta quarta-feira, 24, para cumprir um mandado de reintegração de posse do campus Guarulhos (Grande São Paulo), da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Outros 40 policiais já estão no entorno do campus para auxiliarem na desocupação. A reintegração de posse foi determinada pela juíza Adriana Freisleben De Zanetti, da 2ª Vara Federal. Um grupo com cerca de 30 alunos ocupa o prédio administrativo da Unifesp há uma semana. Com mesas e cadeiras os alunos impedem a entrada de funcionários, professores e outros estudantes. Há cerca de 400 universitários sem aula devido à ocupação. Os estudantes entregaram à reitoria uma lista de reivindicações. Os principais itens são: a não adesão da universidade ao Reuni - Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais - a desativação do Conselho Universitário, órgão deliberativo da instituição com docentes, alunos e funcionários, e melhores condições aos estudantes com a construção de um restaurante, moradias, contratação de professores e compra de livros.

Tudo o que sabemos sobre:
Unifespestudantesocupação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.