Polícia descobre fraude em concurso da PM em Natal

Uma operação conjunta das PolíciasFederal, Civil e Militar do Rio Grande do Norte desmantelou umesquema montado para fraudar o concurso para ingresso de 1.700soldados na Polícia Militar, marcado para este domingo. Oprimeiro sargento do Exército, Magno Henrique Fernandes Vieira,41 anos, considerado o líder do esquema, foi preso tentandofalsificar documentos de identidade e reproduzindo gabaritos eprovas. Ele foi enquadrado nos crimes de estelionato,falsificação de documentos e porte de arma sem registro. Osagentes da PF surpreenderam o sargento quando ele iriadistribuir xérox das provas e gabaritos. O esquema previa,inclusive, a utilização de especialistas em determinadasmatérias para substituir os verdadeiros candidatos. Também foram presos o estudante Manoel Martins de CastroCosta, de 22 anos, detido na residência do militar enquantomontava cédulas de identidade falsas. Gerson Lima da Silva, de21 anos, foi preso quando fotocopiava provas do concurso, quepretendia vender, segundo informações dos policiais, ao preço deR$ 1 mil por unidade. Segundo o delegado federal Renato Maciel,além dos altos preços, foram ouvidas 10 pessoas que estavamcomprando os gabaritos. "Esses indivíduos poderão ser indiciados e estamos investigando a possibilidade de fiscais do concursoestarem envolvidos na tentativa de fraude." O policiai federalacrescenta que a investigação durou mais de três semanas. Oesquema estaria funcionando em outros Estados.

Agencia Estado,

09 de maio de 2004 | 22h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.