Poli e FEA estudam levar cursos para a USP Leste

Escola Politécnica discute oferecer graduação em Engenharia e a FEA, em Administração Pública

Carlos Lordelo, Estadão.edu

02 Maio 2011 | 11h08

A Escola Politécnica (Poli) está discutindo a possibilidade de criar um curso na área de Engenharia a ser oferecido na USP Leste. Na edição desta segunda-feira, 2, o jornal O Estado de S. Paulo adiantou que a Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade (FEA), a pedido do reitor João Grandino Rodas, também está elaborando uma graduação em Administração Pública para o câmpus da zona leste da capital.

 

Leia também

- Reitor pede curso de Administração Pública à FEA-USP

 

Na USP Leste já existe um curso em Gestão de Políticas Públicas (GPP), de responsabilidade da Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). A possibilidade de ser implantado um curso de Administração Pública no mesmo câmpus causou surpresa ao professor de GPP José Renato de Campos Araújo. "Não faria sentido ter dois cursos com propostas semelhantes." Na FEA, correm rumores de que a graduação em GPP seria substituída pela de Administração Pública.

 

Na manhã de hoje, a direção da EACH enviou comunicado aos professores em que fala da possível instalação de cursos da Poli e da FEA na USP Leste. "A EACH está localizada no câmpus denominado USP Leste, uma extensão do câmpus Butantã, que pode abrigar mais unidades de ensino da USP", explica a nota. "Esses novos cursos, caso venham a ser instalados, não estarão sob a coordenação pedagógica e administrativa desta direção."

 

No texto, a direção diz acreditar que a USP "reconhece de fato" a importância do câmpus da zona leste com a proposta de criação de "cursos tradicionais" e o "consequente aumento de vagas".

Mais conteúdo sobre:
Ensino superiorUSPUSP Leste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.