PM cumpre mandado judicial e retira grevistas acampados em câmpus da USP

Reintegração de posse ocorreu sem incidentes neste domingo, mas funcionários em greve prometem barrar Feira das Profissões

Fabio Leite, O Estado de S. Paulo

03 de agosto de 2014 | 13h55

 SÃO PAULO - A Polícia Militar cumpriu neste domingo, 3, mandado de reintegração de posse e retirou cerca de 40 grevistas da Universidade de São Paulo (USP) que estavam acampados em frente ao Centro de Práticas Esportivas (Cepeusp) desde a noite de quinta-feira, 31, em protesto contra o congelamento salarial. Os funcionários queriam impedir a realização da Feira de Profissões no local, prevista para a próxima quinta-feira, 7. Não houve resistência.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da USP (Sintusp), Magno de Carvalho, os manifestantes tenatarão reocupar a área nesta segunda-feira, 4. "Fizeram a reintegração hoje porque a USP está esvaziada. Não fizemos nenhuma resistência, mas vamos voltar com força. Amanhã, o bicho vai pegar", afirmou Carvalho. Os funcionários da universidade estão em greve há mais de dois meses.

Apesar do protesto, a reitoria da USP informou que manterá a realização do evento, que ocorre entre a próxima quinta-feira, 7, e o sábado, 9. A feira é feita para que os vestibulandos conheçam os cursos oferecidos na instituição. Em 2013, cerca de 58 mil pessoas participaram do evento. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.