Pioneira em capacitação de professores indígenas, UFRR quer ampliar currículo

Ela é a mais nova universidade da região Norte e um dos principais polos potenciais de desenvolvimento de políticas de capacitação de professores indígenas. A Universidade Federal de Roraima (UFRR), no entanto, é uma das federais menos capacitadas para receber alunos, segundo o realtório que seu reitor, Fernando Antônio Menezes da Silva, entregou nesta quinta-feira ao ministro da Educação, Cristovam Buarque, e ao secretário de Educação Superior do ministério, Carlos Roberto Antunes. De acordo com o documento, a instituição oferece hoje 24 cursos para 4 mil alunos e emprega 227 professores.A universidade tem em seu cronograma, desde este ano, curso de licenciatura intercultural para capacitar professores indígenas. A primeira turma tem 60 alunos e as aulas começam em abril, segundo inormações do site do MEC (http://www.mec.gov.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.