PF vai investigar se fraude motivou problemas no Enem

PF também foi acionada para apurar uso de celulares e Twitter durante exame

Eduardo Kattah, Estadão.edu

08 Novembro 2010 | 17h28

O ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, afirmou no domingo que a Polícia Federal irá investigar se os problemas registrados durante a aplicação das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) foram motivados por algum tipo de fraude. O exame realizado no fim de semana foi marcado por erros de montagem de um dos quatro cadernos de prova. A PF foi acionada também para apurar o uso de

celulares e do Twitter durante as provas. 

 

Após participar da solenidade de abertura do I Encontro Nacional da Rede de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas, em Belo Horizonte, Barreto demonstrou desconforto ao ser questionado sobre o tema. 

 

"O Ministério da Educação no domingo (anteontem) pediu apoio à Polícia Federal. Nós estamos acompanhando o assunto para ver se há algum tipo de fraude ou não", disse o ministro.

 

"O Ministério da Justiça continua emprestando ao Ministério da Educação todo apoio da Polícia Federal para desvendar qualquer tipo de problema que tenha ocorrido de forma criminosa nesse evento."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.